Twilight DESTINYs



 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin
Login
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Tópicos similares
CALENDÁRIO
Últimos assuntos
» HIYAAAAAAAAA
Sab Jun 20, 2015 2:52 pm por Roberta R. C. M. Volturi

» Heey negada! Sua mineirinha voltou :PP
Ter Mar 24, 2015 6:28 pm por Roberta R. C. M. Volturi

» Flood até a página 100.
Qui Ago 14, 2014 4:06 pm por Mônica Fox Mitchell

» Pergunte ao Outro
Sex Jun 06, 2014 4:44 pm por Mônica Fox Mitchell

» Registro de Sobrenomes ~
Qui Mar 07, 2013 1:13 pm por John Josefh Warner

» Ficha de personagem
Qui Mar 07, 2013 1:08 pm por John Josefh Warner

» [FP] Alice S. Parker {Híbrida}
Qua Ago 22, 2012 6:35 pm por Camily J. Conard

» A Encruzilhada
Qua Ago 22, 2012 7:39 am por Mônica Fox Mitchell

» Dawnguard I - The Hunt
Sex Ago 03, 2012 1:06 pm por Matt A. Sanders

Link-Us

Twilight Destiny's

Clique no Botão Para Saber Como
Top dos mais postadores
Camily J. Conard
 
G. C. Volturi
 
Rafael D. Michelângelo
 
Bruna Black
 
Alice F. P. von Rozen
 
Matt A. Sanders
 
Felipe Black
 
Henrique S.C
 
Mônica Fox Mitchell
 
Persephone B. Cavalier
 

Compartilhe | 
 

 Ficha de Personagem [Ruby W. O'M. DiBord]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Ruby W. O'M. DiBord
Vampire Leader - Admin
Vampire Leader - Admin


Mensagens : 44
Data de inscrição : 25/07/2011
Idade : 102
Localização : Forks

Perfil Twilighter
Advertências:
0/10  (0/10)
Nível:
100/100  (100/100)
EXP:
1000/1000  (1000/1000)

MensagemAssunto: Ficha de Personagem [Ruby W. O'M. DiBord]   Seg Maio 21, 2012 6:02 pm

Dados Básicos:

Nome: Ruby Williams O'Malley DiBord
Sexo: Feminino
Idade Original: 98 anos
Idade Normal: 17 anos
Data de Nascimento: 15 de Fevereiro de 1914
Peso: 52 quilos
Altura: 167 centímetros

Aparência: Ashley Greene
Personalidade: Reservada e solitária, Ruby tem a clássica personalidade inglesa. Não muito dada a interações sociais, a jovem vampira prefere sua própria companhia à de estranhos. Geralmente muito introspectiva e racional, além de determinada e ambiciosa. Tem dificuldade para se relacionar mais profundamente com outras pessoas, por não conseguir confiar plenamente nos outros. Apesar de seu distanciamento natural é muito bem educada e polida. Ainda carrega traços de sua rígida e nobre educação inglesa, mesmo com as inovações e mudanças de comportamento do novo milênio. Não se intimida facilmente, e tem uma capacidade de super racionalizar as coisas mais banais do dia a dia. A vida é um grande jogo de xadrez para a menina, sendo assim cada movimento deve ser precisamente calculado. Acredita que cada causa tem seu efeito, e cada efeito tem sua causa, por isso não faz nada em vão. Não é tímida e nem um pouco insegura, tendo na verdade uma leve arrogância inglesa.
Nacionalidade: Londres, Inglaterra.
Ocupação: Estudante
História: Nascida em Londres em uma família de classe média, Ruby era a única filha de Mitchell O'Malley e Cathy Williams O'Malley. A família de seu pai, originária da Irlanda, havia feito fortuna décadas antes em razão da Revolução Industrial, ao criarem uma das mais famosas e rentáveis industrias têxteis de seu país, e agora desfrutavam dos frutos na capital londrina. Seus primeiros meses de vida foram regados a regalias e caprichos vindos de todos os membros da família, porém as coisas mudaram em pouco tempo. Com o início da Primeira Guerra Mundial a família de Ruby se viu obrigada a sair de Londres, pelo bem de todos e da criança, que mal havia completado seis meses de idade. Juntando todas as suas coisas a família O'Malley saiu às pressas de Londres e voltou para a Irlanda, onde apesar da proximidade o risco seria menor.
Ruby viveu com sua família na Irlanda até o fim da Guerra, tendo esperado quatro anos para enfim poder retornar ao seu lar. A vida na Inglaterra era um pouco diferente em virtude dos danos causados pela Guerra, mas as riquezas e a boa posição social da família minimizaram estes impactos e garantiram uma infância mais que adequada para a menina. Ruby foi treinada nas artes do lar, aprendendo a bordar, tricotar, tocar piano, cozinhar e tudo mais que uma dama deveria fazer. Mas também aprendeu equitação, arco e flecha e qualquer outra atividade que achasse interessante. A vida era suave e doce aos olhos da pequena O'Malley, que tinha em seu pai seu porto seguro.
Mas a vida não é feita apenas de rosas, e anos depois o mundo de Ruby começou a desabar. Foi com a Grande Depressão, de 1924, que os problemas na família da garota se iniciaram. Toda a fortuna do império O'Malley se desfez da noite para o dia, e as poucas finanças que a família possuia não durariam muito tempo. Ruby tinha dez anos na época e não conseguia compreender a gravidade da situação. Não entendia porque seu pai, sempre destemido e imponente, andava cabisbaixo e desanimado. Logo em seguida os problemas financeiros começaram, e todo o mundo da garota foi virado de cabeça para baixo. Ela teve que amadurecer muito rapidamente para ajudar sua família durante seu momento de maior sufoco e desespero, e o maior sacrifício veio alguns anos depois.
O ano era 1930, Ruby havia completado dezesseis anos há poucos meses. O dinheiro de sua família havia acabado já há algum tempo e Mitchell já não sabia mais o que fazer. A maioria de seus pertences e terrenos haviam sido vendidos, e a única coisa que lhes sobrara era a Casa Principal, em Londres, e o seu orgulho ferido. Mitchell viajou para o Norte, visando encontrar seus antigos contatos e assim encontrar uma forma de salvar sua família da miséria, retornando alguns meses depois com um sorriso diferente no rosto - um sorriso de esperança. Dizia ter encontrado um jovem rapaz de uma família que havia conseguido se manter durante aquele período tão sombrio, e que ao mencionar sobre Ruby o jovem havia ficado muito interessado. A família dele esperava uma visita em breve, e Ruby deveria causar sua melhor impressão. Casamento! Essa era a solução encontrada por seu pai. Mesmo contrariada a garota obedeceu, já que era a única opção para salvar sua família, seus pais que tanto amava.
O casamento foi organizado para dali a três meses, e a jovem se viu presa à situação. Seu noivo, John DiBord, era um rapaz culto e bem educado, sem dúvida dono de uma beleza peculiar, mas com uma personalidade insossa. De forma alguma Ruby se sentia atraída por ele, de forma que aquela salvação, com o passar do tempo, mais se parecia com um castigo. Mas no final das contas ela não teve opção, e na data marcada se casou com o rapaz. Era um casamento de meras formalidades, sem amor, sem paixão. A família dele se beneficiava do prestígio e da nobreza da família de Ruby, enquanto a dela encontrava uma forma de sobreviver a crise. E nesta barganha a única que saiu perdendo foi a garota.
Ao completar dezessete anos a jovem se viu forçada a se mudar com o marido para os Estados Unidos, abandonando sua família e amigos. John havia identificado uma boa oportunidade de negócios em Chicago e cabia à ela, como a "boa esposa", acompanhá-lo sem questionamentos. Ruby se despediu de sua família com um aperto no coração, mal sabendo que aquela seria a última vez que os veria. A viagem de navio foi longa e cansativa, e a garota se sentiu aliviada quando finalmente desembarcaram em Nova York. Dali pegariam um trem para Chicago, ou pelo menos esta era a intenção. Ao se hospedarem em uma pequena pousada para descansar e seguir viagem no dia seguinte, contudo, os planos do casal foram modificados por forças além de seu controle. Passava da meia noite quando Ruby ouviu um barulho à porta, e se levantou para abrir, julgando ser a dona da pousada. Mas o que deparou foi uma bela criatura, com a pele branca como a neve e intensos olhos vermelhos. Era o homem mais bonito que já havia visto em sua vida, não havia dúvidas. Um sorriso misterioso brilhava em sua face e seus olhos estavam cheios de cobiça. A criatura entrou no quarto enquanto Ruby não conseguia esboçar nenhuma reação, paralisada em um estado de pânico. Não sabia porque, mas aquilo não estava certo.
A criatura se aproximou lentamente de Ruby, tocando em seus cabelos com as pontas dos dedos e sussurrando palavras de conforto ao seus ouvidos. Outro ser como aquele entrou no quarto, uma bela mulher de cabelos dourados, e se aproximou de John que havia acordado. Sem nenhum aviso ou sinal a mulher voou em seu pescoço, fincando seus dentes no pescoço do rapaz. Um grito de terror morreu na garganta de John quando sua vida lhe foi tirada. Ruby tentou gritar, mas sua boca foi encoberta pela mão do homem misterioso. Ele continuou a lhe dizer palavras de conforto, e então lhe disse que ele e a mulher estavam buscando uma nova companhia, e que ela havia sido a escolhida. Mal terminou de falar o homem mordeu seu pescoço, provocando em Ruby a pior dor que já havia sentido na vida. Tentava gritar mas não conseguia. Uma dor lancinante se espalhava por todo seu corpo à partir do ponto da mordida, e logo sua visão ficou turva. Sentiu-se sendo carregada por alguém, mas já não distinguia mais nada.
Passaram-se o que lhe pareceu semanas até que a dor finalmente começou a diminuir, demorando mais algum tempo até passar completamente. Ao "acordar" percebeu que já não era mais a mesma. Seus sentidos, suas habilidades, suas percepções, tudo havia sido ampliado de forma indescritível. Havia se tornado uma criatura como àquelas que haviam matado John, agora era uma vampira. Jason e Elizabeth, as "belas criaturas" ensinaram à garota tudo que ela precisava saber sobre sua nova vida, o que podia e não podia fazer, como se alimentar, como tudo. No começo a menina ficou aliviada, mas depois percebeu que havia apenas trocado uma prisão por outra. Jason e Beth controlavam todos seus movimentos, lhe diziam o que fazer, quando fazer e porque fazer. Juntos há quase dois séculos, o que eles queriam era ter uma filha, e tentaram fazer com que Ruby desempenhasse esse papel.
Sessenta anos se passaram até ficar evidente que aquela relação não iria funcionar. Ruby não era o tipo de "filha" que eles queriam, e por mais que tentassem mudar a garota ela continuava a mesma. Achavam que a jovem era muito solitária, silenciosa, que não atendiam aos seus desejos como pais. Após uma longa conversa e muitas discussões, finalmente concordaram em deixá-la partir. Sem pensar duas vezes a garota desapareceu, voltando inicialmente para a Inglaterra. Viveu por lá mais alguns anos antes de perceber que aquele não era mais seu lugar. Na verdade, ela não tinha mais lugar no mundo. Vagou por mais alguns anos pela Europa até retornar aos Estados Unidos e decidir se misturar no mundo humano. Por mais solitária que fosse sentia falta de sua vida humana, e tentava assim conquistar sua vida de volta. Os olhos foram um grande empecilho no começo, mas a garota se submeteu a uma vida de constante troca de lentes de contato - já que as lentes comuns não duravam muito tempo em seus olhos. A adaptação foi longa e penosa, e a cada novo problema Ruby se via forçada a se mudar para não levantar suspeitas. Em sua última mudança chegou à pequena e pacata cidade de Forks, desejando que pelo menos dessa vez não precisasse ir embora tão rápido.

Dados do Vampiro:

Família: DiBord
Posição na Família: Fundadora
Habilidade Especial: Desfazer/Fazer laços emocionais
Dieta: Carnívora
Opcional:
  • Sempre carrega consigo um anel prateado trabalhado em pedrarias vermelhas, que pertencia à sua mãe. É seu único elo com o passado e seu lado emotivo.

  • Toca piano desde que era criança e humana, sendo uma das coisas que mais a acalma no mundo.

  • Gosta de música clássica e antiguidades, qualquer coisa que lhe lembre sua juventude.

  • Dirige um Mustang 1967, presente de John e Beth.
    Spoiler:
     


Dados de Atributos

Atributos:

Força: 300
Agilidade: 370
Inteligência: 405
Vitalidade: 380
Destreza: 325
Carisma: 220




Ruby Williams O'Malley DiBord




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Ficha de Personagem [Ruby W. O'M. DiBord]
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Modelo De Ficha de Personagem
» Ficha de Personagem-Paul Grayson
» Criação e Ficha de Personagens
» ficha do personagem
» Pokémon Ruby & Sapphire (GBA)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Twilight DESTINYs :: RPG - Twilight DESTINYs :: Fichas :: Fichas Aceitas-
Ir para: